Páginas

domingo, 30 de janeiro de 2011

Na minha estante: Melancia


Marian Keyes, nascida em 10 de setembro de 1963 na Irlanda, formou-se em Direito mas nunca exerceu a profissão, trabalhou como garçonete em Londres (Claire?). Passou por problemas amorosos, caiu em depressão e foi ai que abusou da bebida chegando a tentar suicídio. Foi para o Rehab e voltou de lá uma escritora que sabe como ninguém usar os problemas pessoais que teve para enriquecer a própria literatura e rir de si mesma. Todas as suas personagens são mulheres que carregam uma boa parcela de autobiografia. Seus 9 romances já foram traduzidos para 33 línguas diferentes e já foram vendidas mais de 23 milhões de cópias por todo mundo!

Melancia, ou o original Watermelon, foi o primeiro livro escrito por Marian Keyes em 1995 e lançado no Brasil em 2003. Aqui em nosso país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza já foram vendidas mais de 55.000 mil cópias do livro (até 2010). Chick Lit, muito engraçado, super fácil, delicioso e rápido de ler.

Esse foi o meu primeiro livro de 2011 (na verdade ganhei de Natal do Pozzi e comecei a ler dia 26/12/2010 mas terminei dia 02/12/2011). A história é bem simples: Claire Webster, no dia do nascimento de sua filha, recebe do marido James a notícia de que ele tem outra e quer o divórcio. Ela sai do hospital faz a suas malas e volta a morar com os pais e duas irmãs, dentre as quatro que tem, em Dublin (Irlanda). Durante sua estadia na casa dos pais é que a história se desenlaça. Primeiramente ela não tira o camisolão de sua mãe, manda sua irmã comprar bebidas e negligencia sua filha recém nascida. Passado algum tempo ela conhece Adam, um cara incrível que acaba por tirá-la desse momento deprê. Quando a garota está feliz, buuum, o ex-marido imbecil reaparece tentando fazer as pazes, desde que ela assuma toda a culpa pelo divórcio(?). Por fim ela volta para Londres com sua filhinha para recomeçar sua vida.

Ao ler Melancia passei todo o tempo lembrando de Correndo com Tesouras que também se trata de uma família louca e desequilibrada (quem pode dizer que os Walsh ou os Finch formam uma família exemplar?). Gente, quem não tem suas bizarrices familiares? Isso vem se tornando cada dia mais comum: em toda família tem um primo que bebe demais, uma mãe que fala sozinha, um pai que desmonta carros para remontá-los depois, uma tia solteira, uma vó viciada em telenovelas, etc etc etc, e tudo isso serve para tornar o romance mais atual e daquele tipo que a gente acaba achando um ponto de identificação. E, no meu ponto de vista, também serve para quebrar aquele esteriótipo de família perfeita e mostrar que toda família tem sua loucura, nada é perfeito.

Quem leu sabe que são quase 500 páginas de monólogos de Claire. Eu amo esse tipo de livro. Adoro passar tardes descobrindo detalhezinhos sórdidos sobre as personagens, comparando as semelhanças comigo mesma e analisando as suas atitudes. Tenho uma confissão: encontrei muita semelhança entre nós. Existencialismo, teu nome é Claire? Nãão, teu nome é Rúvila. Questionar a si mesmo? Nossa especialidade.

Os próximos livros de Keyes que irei ler são Tem alguém ai?, protagonizado pela Anna que é uma irmã hippie de Claire, e Férias, protagonizado por Rachel que também é uma das irmãs de Claire mas essa não apareceu em Melancia assim como a Maggie, estrela de Los Angeles.
 
Fonte: Lost in Chick Lit, Livraria Cultura e Blog Mais Estudo.

15 comentários:

Tiêgo disse...

Juro pra você que eu tentei ler esse livro. Mas olha, pra mim o livro foi repetitivo DEMAIS! Além de que ele é imenso, aí você tira pelas primeiras cem páginas o resto todo do livro. Marian Keyes que me perdoe, mas ela ainda precisa maneirar no dramaqueen seguido da rehab.

Mas se você curtiu, quem sou eu pra discordar, né?

Um beijo :* Curti seu blog, linda!

Camila disse...

Rúvila, além do Tiêgo, uma colega me disse que o livro é ruim, mas lendo seu post deu vontade de lê-lo. Ainda mais que parando para pensar essa menina achava varios livros bons que achava péssimo, ou seja, nosso gosto pra livros devem ser opostos. Se um dia der certo de eu achar ele pra comprar ou pegar emprestado vou ler.

To te seguindo no Tumblr *__*, seu flickr tem tb tem fotos lindas, adorei, add no Skoob, e obrigada pelos comentários compreensivos no meu blog ;D

Beijinhos!

Gabriel Pozzi disse...

oi amor...
olha, acho natural que o colega Tiego não tenha gostado do livro, afinal, é um livro que costuma conquistar mais o universo feminino, pelo lance da identificação e tals.
não sei até que ponto também eu me interesso nesse tipo de narrativa, do estilo 500 páginas de um monólogo aonde a personagem conta detalhezinhos da sua vida... acho que sou mais aqueles livros de fantasia, aonde de fato as páginas nos transportam para uma outra realidade!

(mas nada me impede de que eu goste desse tipo de narrativa em algum livro, acho que desde que tenha qualidade, vale qualquer experiência!)

enfim, fico muito feliz que gostou do meu presente de natal, seria bem ruim pra mim se vc não curtisse :((

amo você, minha gatinha ♥
seremos eu e você pra sempre juntos :)

Kamilla Barcelos disse...

Comprei no meio do ano passado esse livro, mas sempre deixo para depois para começar a sua leitura. Ultimamente, ando me deparando com bons comentários sobre ele. Acho que finalmente vou ler.

Vanessa disse...

Quero muito ler Melancia um dia! Mas não fazia ideia da biografia complexa da Marian Keyes!!

Duanny!. disse...

Ai que já li melancia!
SENSACIONAL!
hauahauahauahsua

adorei, ela é fantástica.

Ninà disse...

Já está na minha lista! =)

Ana Lu disse...

Ei Rúvila =]
O primeiro que eu li da Marian foi Um best seller pra chamar de meu. Depois li Casório, Melancia e Férias também. Curto bastante esse jeito meio água com açúcar meio depojado dela =]
Beijos

Gabriela Awbooc disse...

"Questionar a si mesmo." Ai, mal que a gente aprende como profissão no meu curso! HAHAHAHA Deu muita vontade de ler. Eu sempre achei a capa muito bonita (sou visual, escolho livro pelo colorido! hseuiasheuiahse), mas nunca parei pra checar por causa do nome. Com essa propaganda, já vi que minha lista de livros vai crescer! :/

Anna Vitória disse...

SEMPRE quis ler livros da Marian Keys, mais porque as capas são realmente lindas do que qualquer outra coisa.
Ei, faltou contar por que o livro chama Melancia. SSempre tive essa curiosidade.
Beijo

Mirella Alves disse...

Muito bom!! Seu blog é um sucesso!!

Yasmin Kuhnert disse...

ótimo post sobre o livro. Sabe aqueles livros que de tanto que aparece na sua frente você tem que ler? Melancia é um deles, faz tempo que já li resenhas, opiniões e postagens em vários blogs. O bom é uma coisa que você falou e não sabia, ele é estilo monologo! E eu também adoro livros assim. Agora é que eu quero ler ele mesmo. :D

Deyse Batista disse...

Tenho lido, ultimamente, muitos comentários sobre esse livro - uns muito bons, outros nem tanto. Infelizmente ando sem tempo de ter esse tipo de leitura, mas se bem me conheço e se bem confio nas suas resenhas, tenho qualquer certeza que vou gostar :)

ps.: Acho que concordo com a Anna: porque ''Melancia''?

Beijo!

Kamilla Barcelos disse...

Ahhh te indiquei um meme lá no blog. Caso te interesse e não tenha ainda recebi, tá? Beijos

Daani disse...

Aaaaah você me deixou com mais vontade de ler Melanciaaaa! Eu li Férias e adorei, a Rachel é maluquinha, hahaha. Enfim, adorei a review do livro *-* Beijos, Rúvis! :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...