Páginas

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Aquele da academia

Um corpo escultural sem nada de barriga, bumbum durinho, coxas fortes... ou pelo menos 3 quilinhos a menos no final do mês. Qual mulher consegue tirar esses pensamentos da cabeça?? Pelo menos as muitas que frequentam minha academia não tiram mesmo. As estatísticas não mentem, na piscina são quase 8 mulheres para um homem, em horário de hidroginástica esse número dobra! Claro que a maioria do pessoal da musculação ainda são os caras bombadinhos mas ai a história muda de figura e foge ao meu assunto. Frequento academias desde que nasci. Sempre fui uma nadadora convicta, desde muito bebezinho, mas há uns cinco anos atrás larguei essa vida para entrar em uma outra diferente. Agora que me vi fora da vida pela qual larguei a antiga resolvi juntar as pontas, fazer um laço entre as duas partes e então tentando resgatar antigos bons hábitos de saúde voltei a frenquentar uma academia e aqui estou.
Há quase um mês de socia fiel do clube do maiô aprendi as mutretas necessárias para ir a natação e sair da piscina feliz e com o ego massageado. A primeira coisa que eu aprendi é não ir nadar a noite pois todos que vão a noite gostam muito de nadar afinal é necessário gostar muito para ter ânimo de sair do trabalho e ainda ficar de molho por uma hora e é por gostarem tanto assim que essas pessoas nadam bem demais, enquanto você está na quinta chegada os outros já estão na vigésima. O horário da noite ainda fica pior nos dias de hidroginástica pois a piscina fica menor e com mais gente, não basta sentir-se um péssimo lame-ass-loser nadador mas ainda fica sem chuveiro para um precioso banho depois da aula pois caso você consiga uma ducha vem sempre uma senhora dizendo que você é folgada por não deixar os mais velhos tomarem banho. Ou seja, natação noturna: nããão. Apesar de ruim nesse horário tem músicas animadas, #SCORE.
Outra coisa importante: a tarde é o horário da Fat Family, sim uma família bem grande em todos os aspectos que vocês podem imaginar. Eles ocupam todas as raias, logo não tem espaço pra ninguém pois fica muito lotado além dessa família vão milhares de crianças que não conseguem acordar cedo para o horário infantil e a professora desse horário é muito chata, maaas esse é o ego massage time, saio de lá me sentindo hiper magra, #SCORE. O meu horário favorito é qualquer um cheio de crianças (crianças não julgam seu corpo e são simpáticas) e com o meu professor legal, o que geralmente acontece pela manhã, logo todos os dias eu acordo e vou nadar, #fim-de-papo.
Nadar é uma coisa que não se esquece mas perde-se a prática então quando eu voltei a nadar, no mês passado estava totalmente ruim, fora de forma. Nos dias a seguir percebi que nadar é igual jogar banco imobiliário, você deve investir no que lhe é vantajoso, se uma braçada mais forte é o ideal, vai fundo, se não investe na perna e assim vai. O desastre da vez foi um pensamento que tive: caso nunca tivesse saido da academia por um tempo hoje em dia eu seria uma atleta que recebe seu salário só para nadar. Os motivos pelos quais sai da academia não consigo me lembrar tão vividamente quanto gostaria mas nada me parece forte o suficiente para ter largado a touquinha por quase 5 anos e descuidado da minha saúde do jeito que fiz, mas enfim, consegui imaginar como minha vida seria caso não tivesse largado essa carreira e me dá uma tristezinha só de pensar em como ela seria diferente agora, não teria tido metade das coisas que tenho hoje e por fim cheguei a conclusão de que não me arrependo de ter jogado fora as olimpíadas, eu precisava de uma vida não de uma medalha.
Acho que é normal para nós humanos ficarmos submersos em pensamentos de como seria se tivessemos escolhido aquele caminho e não esse, o que faríamos se pudessemos voltar no tempo, o medo de termos feito uma escolha errada sempre nos assombra quando colocamos a cabeça no travesseiro e pensamos em nossa situação atual, se a situação atual for ruim a assombração torna-se uma perseguição de alto risco, e assim é o humano. Aqui então vai a pergunta que nunca sai de nossas mentes mas ninguém nunca responde com devida honestidade: se houvesse uma segunda chance para tudo e você pudesse voltar atrás numa decisão, como você faria? ou melhor, se você pudesse voltar no tempo, o que mudaria? E eu tenho certeza que quem responde que faria tudo igual não está sendo 100% sincero, todos mudariam algo, não se engane, "mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira".

10 comentários:

Fagnão! xD disse...

eu estou meio preso a um desses penamentos... pois vou ser pai e hj não tenho tanta certeza se era isso mesmo que eu queria... mas sei lá por outro lado até estou muito feliz!!

e relativo

belo post!

http://popundergroundofgod.blogspot.com/ ouça a rádio

Gabriel Pozzi disse...

oi gatinha! :)
vc me disse no tel que o post não tava bom, mas eu adorei, principalmente o ultimo paragrafo, que é um pouco genérico perto da história particular que vc contou desde o começo, anyway, foi muito bem pensado, acho que dá uma boa reflexão! ^^
parabéns linda, sue blog vai longe =*

s2

Duanny!. disse...

HSUAHAUAHSU

adorei seu blog!

e o post tá otimo! =D

valeu a sua visita.. ;D

JU disse...

nem preciso dizer o quanto vc tá escrevendo bem né? sempre entro e penso "ah tomara q ela tenha colocado um post novo rs"
mto reflexivo... pensei n coisas ao ler
natação é mto bom, lembrei d qdo o evandro começou a fazer natação, pra ajudar na saúde, começou a trabalhar e naum tinha mais tempo, acho q a gente tem q sempre achar tempo qdo se trata d saúde e bem estar...
sobre arrependimentos... penso tanto sobre isso
mas vejo os meus pekenos e naum me arrependo, não desisti dos meus sonhos, só inverti a ordem deles acontecerem :D
amo mto vc minha prima querida!

Gabie disse...

amei!
Ano passado larguei "tudo"! Jazz e pilates.. me arrependo, meu corpo no final do ano estava pedindo arrego :P
Esse ano devo voltar! Devo confessar q deu até vontade de voltar a nadar rss

see you!

Camilla Azuos disse...

"Mentir pra si mesmo é sempre a piro mentira": já dizia Mr. Manfredini.
Sabe oq eu mudaria?
Quase tudo!
Tudo oq está errado, tudo oq ficou errado...
Mas oq seriam dos erros se não fossem os acertos?
A vida é assim (infelizmente): a gente nunca vai saber se oq passou foi bom, se oq não passou foi ruim. Temos que arriscar, enfim, quebrar a cara!
Sempre não sendo mais crianças a ponto de saber tudo, mas sendo adultos o bastante a ponto de saber que não sabemos nada!

Luane disse...

Muito obrigada por passar no withmycolors.blogspot.com

Adorei o blog, parabéns!
Voltarei aqui!
Beijos!

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Terminei de ler o seu texto enorme...

O homem e a sua grande mania de fazer planos demais...e repensar demais... criando estatísticas e situações... "mas o que será que vai acontecer se eu fizer isso?"... muitas vezes esquecendo o que é que realmente te motiva e o que é que você realmente deseja para si... você cai numa crise de auto conhecimento...

Talvez devessemos agir irracionamente por um momento... ao invés de ficar fazendo planos no travesseiro ou enquanto está embaixo da água... e descobrir que você realmente deseja... assim como quando você mergulha fundo demais e se dá conta que você precisa desesperadamente de oxigênio... mergulhe fundo em uma decisão ...toque o foda-se e deixei o excesso de planos de lado...sem olhar pra trás.. repensar demais também é uma merda...

Thárcia Karine disse...

O último parágrafo diz tudo!!!
Realmente não me arrependo de muita coisa,mas se voltasse atrás talvez não fizesse do msm jeito...
Enfim,blog bacana o seu^^

Sempre q puder passarei por aki.

=**

francys disse...

nao ter minei de ler pois estou atrazado mais esta muito bom comen to de novo qando terminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...