Páginas

sábado, 15 de outubro de 2011

Carta aberta ao mundo

Ou Manifesto das crenças.


Eu acredito no amor. E já aconteceu tanta coisa ruim na minha vida que a lógica da frase anterior não deveria ser essa. Foram 17 anos de experiências e exemplos negativos, tanto que eu nem deveria querer pronunciar essa palavra, mas não: eu VIVO o amor mais a cada dia. Não é porque meia dúzia de mal-amados vivem me dizendo que amor não existe ou porque alguém totalmente talentoso cantou que “o amor nos rasgará em dois” que eu deixo de acreditar nele e viver sob seu signo. Se eventualmente eu me machucar, vou me embora pro dark side me encher de cookies e choramingar pra Gabe e pra Gabi Petrucci, um dia eu me recomponho e volto a viver. Não é só pela REMOTA E IMPROVÁVEL possibilidade que eu tenho de me machucar que vou deixar de viver essa felicidade e esse amor que vivo, não é por medo que vou perder o que me mantem viva. Eu posso correr esse risco se a recompensa for um sorriso lindo pro meu coração sem ritmo.

 Eu acredito na amizade e na confiança. Eu sei em quem confiar. E nesse aspecto eu sou extremamente seletiva, sei com quem posso dividir minhas aflições e sentimentos e ninguém, NINGUÉM, NINGUÉM, tem o direito de me dizer em quem eu devo confiar ou não. Me deixe quebrar a cara, já disse: o medo não me deixa presa. A vida é uma só, meu coração é um só mas eu posso escolher com quem vou dividí-lo. Não é só porque alguns quebraram minha confiança que vou deixar de confiar, pelo contrário, vou aprender a selecionar melhor em quem confiar. E confiar mais ainda. Não vou deixar meu peito explodindo de sentimentos quando posso aliviar a pressão com um querido, um pote de sorvete e duas colheres.

 Eu acredito nas minhas escolhas. Hoje eu escolhi o meu estilo de vida. Não critique. Critique minhas ações, minhas roupas, minhas palavras mas não critique minhas escolhas. O medo nunca me impede de viver e essa é minha escolha, consequências virão e eu as acolherei de peito aberto. Se tiver de sofrer, eu sofro. Um pouco a cada dia. É fácil criticar, agora venha vestir minha pele. Eu escolhi o que eu vivo agora. Não venha me dizer que era melhor estar me divertindo, pagando faculdade, frequentando bares. Não. Tenho orgulho de passar meus dias aprendendo coisas teóricas e absurdas. Amanhã tudo estará bem graças ao esforço de agora. Se escolher uma coisa significa abrir mão do resto, eu abro. Sei que Deus está comigo.

 Eu acredito em finais felizes. Não tente acabar com meus sonhos, não tente acabar com sonhos de ninguém. Sei que eu mereço meu final feliz e o terei. Se você não acredita na felicidade não vou mudar sua opinião, todos tem seus motivos. Tenho motivos para acreditar que eu terei meu final feliz. E se não é feliz é porque ainda não chegou o final. Tirar a luz dos olhos de alguém deveria ser caso de cadeira elétrica.

 Eu acredito nas palavras. A partir de agora, se você não tem uma palavra de incentivo, uma palavra de amor ou amizade pra mim, fale sobre o tempo, ou não fale. Eu não preciso de ninguém que me deixe pra baixo, que estrague meus dias ou que tente estragar meus sonhos. Não gastarei minhas sintaxes com quem não merece nem ao menos uma palavra de desprezo.

  You are not me, Arlandria, Arlandria.
 You and what army, Arlandria, Arlandria? 
Oh, God you gotta make it stop

9 comentários:

Ana Lu disse...

Eu acredito em tudo isso também! E quer saber? Não importo com o que me falem. Eu gosto de acreditar. E isso me faz feliz!
Beijos, Rú!!

Gabriel Pozzi disse...

pois é amor, seu texto é um pouco agressivo mas bem otimista, como eu gosto de te ver, e me lembrou muito uma música...
vc se lembra uma vez que vc estava triste, não lembro se a gente já namorava, e eu disse que qdo eu tava passando por um momento deprê uma música do Legião me ajudou muito? Na vdd acho que ela é só do Renato Russo, mas que seja, é aquela "mais uma vez"...
não tem jeito, vira e mexe essa canção volta pra minha vida, e graças a Deus, sempre para me ajudar...

veja como tem partes da letra dela que batem direitinho com o que vc falou:

- "Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena acreditar no sonho que se tem, ou que seus planos nunca vão dar certo, ou que você nunca vai ser alguém"

- "Tem gente enganando a gente, veja a nossa vida como está, mas eu sei que um dia a gente aprende"

- "Se você quiser alguém em quem confiar... confie em si mesmo"

- "Espera que o sol já vem"

- "Quem acredita sempre alcança!"

pois é, seja pelo fato de acreditar que podemos ser felizes e alcançar nossos objetivos, ou pelo fato de que temos que escolher bem quem merece a nossa confiança ("Tem gente que está do mesmo lado que você, mas deveria estar do lado de lá"), ou pelo fato de que a gente precisa ter auto-confiança para saber que nossas decisões foram tomadas no caminho certo, ou pelo fato de que a gente VAI PASSAR NO VESTIBULAR ESSE ANO (quem acredita...), sei que essa letra sempre faz o maior sentido para a vida, assim como sua carta, e assim como todos os pensamentos bons que podem nos ajudar ^^

só um detalhe.
não há a mínima possibilidade de vc se machucar no amor... nem pense em vc ligando chorando pras gabis citadas (hahaha)... vc e eu vamos viver para sempre meu amor. ♥

Mayra disse...

Acredito em grande parte dessas coisas também, principalmente no amor. A principal coisa em que acredito, porém, é nas minhas crenças. Sou convicta de que se creio em algo é porque aquilo é o certo e não há quem me faça mudar de ideia, por isso não me importo com o que os outros pensam à respeito de minhas crenças, elas são minhas, são parte de mim e enquanto me forem suficientes serão consideradas perfeitas pela minha pessoa.
Quanto a você, desejo o maior número de finais felizes possível! Abraços.

Gabriela P. disse...

RUUUUUUUUUUUUUVSSS!
Tapa na cara da sociedade!

Ando meio desacreitad no amor, né. Mas eu já disse, vc e o Pozzi são o casal mais gracinha do universo! :D

E, se alguma coisa, um dia, acontecer, é claro que eu estarei aqui para ler e responder emails quilométricos! Afinal, você me aguenta tanto!

Mas amizade é assim, a gente se doa e recebe também!

"Eu acredito nas minhas escolhas. Hoje eu escolhi o meu estilo de vida. Não critique. Critique minhas ações, minhas roupas, minhas palavras mas não critique minhas escolhas. O medo nunca me impede de viver e essa é minha escolha, consequências virão e eu as acolherei de peito aberto."
"Eu acredito nas palavras. A partir de agora, se você não tem uma palavra de incentivo, uma palavra de amor ou amizade pra mim, fale sobre o tempo, ou não fale. Eu não preciso de ninguém que me deixe pra baixo, que estrague meus dias ou que tente estragar meus sonhos. Não gastarei minhas sintaxes com quem não merece nem ao menos uma palavra de desprezo."
Adorei essas partes!


Beijos! <3
e qualquer coisa, SMS e emails quilométricos!

Tay Paschoini disse...

Sim sim dudinha....
Eu amei o post, me identifiquei muito com ele. As pessoas estão tão acostumadas com a cultura de "vamos aceitar a vida ruim que temos que viver, nada vai dar certo, o amor é para os idiotas, e mimimimi" que se formou, que não conseguem mais enxergar além disso. As pessoas não enxergam que existem diferentes histórias, diferentes contextos, diferentes escolhas..
É realmente difícil conviver com pessoas que tem horizontes tão pequenos, que não conseguem ouvir uma opinião sem rebater, que não conseguem aprender com os outros porque com vinte e tantos anos acham que sua história já está definida pelas super experiencias que viveu #desabafo da sala de aula hauhauahauhua
Eu confesso que depois que você inseriu contexto na história o post ficou mais engraçado, eu posso até imaginar você bufando na frente do computador (cercada de cookies)..

Mas é isso ai! Totalmente apoiada!! Não venham querer definir a minha vida só porque você escolheu definir a sua à uma mesmice de pessimismo e estagnação cultural! Existe um mundo fora do seu!! #a louca brigando com o computador neh hauahuaha

=D

Vanessa disse...

Que lindo post, querida Rúvila! Emocionante, viu? Devo confessar que às vezes duvido do primeiro item da sua lista. Mas como também acredito em final feliz, certamente no fim das contas vou descobrir que vale a pena acreditar no amor, assim como nas amizades, nas escolhas que fazemos e nas palavras.

Nina Vieira disse...

Rúvila, eu também continuo acreditando em muito do que a experiência me negou. Amar e ser amada é uma dessas crenças. E está se realizando. Beijos!

Kamilla Barcelos disse...

Que lindo texto. Eu acredito também em tudo isso que vc escreveu. Bem se eu não acreditar, acho que fica até difícil viver.

Tathiana disse...

Ser livre é poder fazer escolhas e encarar as consequências. Nem todos tem esse "dom" e preferem viver acomodados no que já conhecem, mesmo quando o que conhecem não é bom.
Está no caminho certo. E o caminho certo não é aquele que é desprovido de algumas dores, mas sim aquele que nos faz crescer e nos torna melhores.
Beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...